Subscribe Now

Trending News

21 Abr 2019

Os três momentos mais da carreira de Léa Seydoux
Newsflash

Os três momentos mais da carreira de Léa Seydoux 

Uma atriz francesa com projeção internacional. Aqui no Cinetendinha.pt elegemos três momentos “mais” da carreira de Léa Seydoux, de novo preciosa em Kursk, produção de Luc Besson.

A Vida de Adèle, de Abdelatif Kechiche

Ela e Adèle Exarchopoulos em explosão na câmara de Kechiche. Atrizes no limite numa história de amor sobre amar incondicionalmente e que acabou por arrecadar a Palma de Ouro em Cannes. Léa é um espírito  livre numa interpretação sem compromissos. Um filme imenso que lhe dá uma interpretação fortíssima capaz de a colocar como uma das grandes atrizes francesas contemporâneas.

007 Spectre, de Sam Mendes

Fria e sepulcral. A sua Madeleine é de um charme sedutor absoluto. O que Léa faz neste Bond de autor é para lá de qualquer cliché de Bond-girl. A atriz francesa prova que tem tudo o que uma estrela internacional tem de ter. A sua sensualidade em modo de plena sofisticação.

Irmã, de Ursula Meier

No cinema realista desta cineasta suíça, o fôlego de Léa tem qualquer coisa de vital. A sua protagonista é alguém com um sopro de vida urgente e o olhar da atriz é contagiante. Ursula Meier percebeu que apenas tinha de confiar na respiração de Léa. A câmara apaixona-se por ela, nós também.

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *