Subscribe Now

Trending News

30 Set 2020

É obrigatório picar o ponto no Porto/Post/Doc
Newsflash

É obrigatório picar o ponto no Porto/Post/Doc 

Começa este sábado o festival que repensa o cinema do real. O Porto/Post/Doc arranca mais um ano sob a direção de Dario Oliveira e Sérgio Gomes. Uma edição que pode não apostar em nomes de cineastas sonantes mas que tem um critério de programação intocável, capaz de trazer ao Porto propostas para nos devolver o prazer de refletir o poder da Sétima Arte como janela para o mundo. Deixo 3 filmes para devorar no Porto/Post/Doc.

O Filme do Bruno Aleixo, de Pedro Santo e João Moreira

Antestreia em Portugal de uma comédia que celebra o humor fino do ser peludo de Coimbra. Depois do sucesso na Mostra de São Paulo, esta história que anda à volta de um pretexto de uma ideia que imagina Bruno Aleixo como argumentista acerta em todas as notas e é capaz de nos fazer rir até às lágrimas.

Os mais puristas vão espernear e protestar que não é cinema e coisa tal. É cinema, sim senhor e a sua métrica de paródia a um azedume muito português é só por si um gesto de cinema, qual “audiovisual”, qual quê!!

 

30 Nov 2019 · TM Rivoli, Grande Auditório · 21H30

 

Sacavém, de Júlio Alves

 

Foi em Sacavém que o cineasta Pedro Costa conseguiu os mil e um milagres de luz de Vitalina Varela. Foi lá que o seu fã, o cineasta Júlio Alves, filmou esta proto-tese sobre o método do mais internacional dos nossos cineastas.

Sacavém não desvenda segredos de artista, mas está invisivelmente perto do ato de criação de Costa. É óbvio que ajuda a fazer-nos gostar ainda mais dele, sobretudo quando o ato de generosidade permite percorrer a sua obra.

Melhor de tudo: Alves não quer filmar à Costa, nada disso. O que quer é ter sempre a sua câmara longe do ponto de intrusão. Essa discrição fica-lhe tão bem…

 

28 Nov 2019 · TM Rivoli, Pequeno Auditório · 16H30

 

Zé Pedro Rock n’ Roll, de Diogo Varela Silva

O grande vencedor do prémio do público do DocLisboa chega ao Porto. Um documento sobre a falta que nos faz Zé Pedro, o fundador dos Xutos. Filmado pelo amigo Diogo Varela Silva, Zé Pedro Rock n’ Roll é precisamente isso: um filme de amigo.

A partir de uma evocação do seu passado com depoimentos de amigos e família, é também uma oportunidade de criar uma onda de afetos que nunca é maniqueísta. Aqui estamos na ordem das coisas boas. Mas bate mesmo forte…

 

29 Nov 2019 · TM Rivoli, Grande Auditório · 21H30

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *