Subscribe Now

Trending News

19 Set 2021

O PAI a liderar umas bilheteiras tépidas
Opinião

O PAI a liderar umas bilheteiras tépidas 

O caso do sucesso de O PAI

 

Num fim-de-semana mais fraco do que anteriores nas nossas bilheteiras (há atenuantes: um derby que parou o país e estreias sem apelo), O Pai, de Florian Zeller, continua a ser aquele que melhor resultados tem apresentado, sobretudo em comparação com o número de sessões da concorrência. Este vencedor do Óscar de melhor ator (Anthony Hopkins) é nesta altura o único filme que está a levar um número considerável de espetadores adultos.

Desde a sua estreia que já atraiu mais de 24 mil espetadores, números superiores a filmes de maior porte como Tom & Jerry e Godzilla vs. Kong.

Prova-se mais uma vez que o efeitos dos óscares é fortíssimo em Portugal. Além do mais, o filme foi lançado com boa promoção e um cuidado em fazê-lo chegar à imprensa: Florian Zeller falou com vários jornalistas portugueses, por exemplo.

Num altura em que há ainda uma timidez forte de muitos espetadores em regressar aos cinemas e o hábito crescente de ver cinema nas plataformas está implantado como nunca, os próximos tempos para o mercado de exibição podem ser decisivos, isto numa altura em que salas como o Trindade, o Nimas e o Ideal provam que o governo português deveria ajudar quem quer apostar em cinemas de bairro.

Filmes como Um Lugar Silencioso 2, Um Homem Furioso e Cruella têm tudo para ajudar a puxar os números que ainda estão baixos. Em junho talvez também seja essencial fazer com que haja permissão para as sessões da noite possam voltar….

 

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *