Subscribe Now

Trending News

22 Mai 2019

Manual de Sobrevivência – Estreias de dia 28 Fevereiro
Estreias

Manual de Sobrevivência – Estreias de dia 28 Fevereiro 

Para além de Ervas Daninhas, o regresso de Catherine Deneuve a uma ideia de comédia, destaque para uma surpresa. Chama-se Keepers/O Mistério da Ilha Flannan, de Kristoffer Nyholm, o realizador da série Taboo. Tem Gerard Butler no elenco mas não é fita série B, mas sim um estudo da condição humana em situações adversas. Um thriller que nos atira para a Escócia desterrada e que está cheio de sustos sem precisar de enganar o espetador. Peter Mullan destaca-se numa parábola sobre o nosso lado mais negro.

Outro dos bons filmes da semana é A Portuguesa, de Rita Azevedo Gomes, com um espantoso João Vicente e uma revelação chamada Clara Riedenstein (que já era bem boa em John From). Cinema português de velha escola sem teias de aranha, apenas um classicismo que lhe fica bem. Estamos na presença de uma adaptação de Agustina Bessa Luís ao conto de Robert Musil, sempre com uma poesia desnaturada à qual não é alheia a presença disruptiva de Ingrid Caven.

Bem razoável é Bucha e Estica, do escocês Jon S. Baird, com John C. Reilly como Bucha e um primoroso Steve Coogan como Estica. A vida de Laurel & Hardy contada com alguma moleza mas uma nostalgia que redime o formato de “biopic”. É um filme triste e melancólico que não nos vai parar de fazer sorrir. John C. Reilly foi nomeado para melhor ator nos últimos Golden Globes.

Lançado com pouca pompa, Imagens Proibidas, de Hugo Diogo é uma adaptação de Saudades de Nova Iorque, de Pedro Paixão. Tem atores talentosos como Maria Leite e Elmano Sancho mas perde-se em muitos desequilíbrios de ritmo e um uso pouco coerente de uma narração literária.

Esteve presente na seleção do último Ymotion, em Famalicão.

Filme sem estatuto de cinema no mercado internacional é Backtrace- Rasto de Violência, de Brian A. Miller, com Sylvester Stallone. Para o mercado português serve…

As Cinzas Brancas Mais Puras é o novo de Jia Zhangke. Longe de ser o seu melhor trabalho, é uma crónica das novas convulsões da China. Tem um recorte de épico mas em Cannes não foi nada consensual. Ainda assim, não deixa de ser um dos acontecimentos desta temporada…

O Prodígio, de Nicholas McCarthy, é um filme de terror de orçamento baixo. O conceito é mostrar até onde o comportamento errado de uma criança pode ser considerado paranormal. Cheira que é lançado para encher calendário pós-Óscares.

Mike Mitchell é o realizador de O Filme Lego 2, a nova sequela da Warner. Para o público adulto não deixa de ser frustrante não vermos esta ameaça ao mundo lego na sua versão original…

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *