Subscribe Now

Trending News

22 Nov 2019

Newsflash

FEST- Festival Novos Realizadores de Espinho 

O melhor da fornada de 2019

O FEST começa esta segunda-feira e vai até dia 1. O diretor de programação, Fernando Vasquez, fez para o Cinetendinha um guia para não nos perdermos em Espinho

Days to Come” de Carlos Marques-Mercet

Filme de abertura que marca o regresso do autor espanhol ao nosso evento, onde mais uma vez aborda a temática da complexidade da vida dos casais no século XXI, desta feita com um casal de namorados trabalhadores precários que se vêm confrontados com uma gravidez não planeada.

“Tremors” de Jayro Bustamente

Um dos grandes filmes da secção Panorama da Berlinale deste ano, que retrata muita da intolerância perante os homossexuais no Guatemala. O filme tem como protagonista um homem casado e com filhos, fiel devoto de uma igreja evangélica, que se apaixona por outro homem, até que é obrigado pela família e igreja a participar de uma terapia bizarra num centro de reeducação.

“System Crasher” de Nora Fingscheidt

Vencedor dos prémios Alfred Bauer e Readers Jury em Berlim, conta-nos a história de uma menina de 9 anos com enormes problemas de autocontrolo e cujo sistema social alemão não consegue solucionar

“Manta Ray” de Phuttiphong Aroonpheng

Vencedor do prémio Orizzonti em Veneza. É um thriller tradicional, regado com muito realismo magico, que retrata um homem que toma conta da identidade e vida de outro, incluindo a própria ex-mulher.

“Love Express. The Disappearence of Walerian Borowczyk”

Documentário sobre a vida do icone do cinema polaco e francês, que acabou a ser rejeitado pelos seus pares e industria quando se tornou no maior nome do cinema erótico. Filmes conta com a participação de vários intelectuais e cineastas influenciados por ele, como Zizek, Neil Jordan e Terry Gilliam.

“I’m Sorry My Love” de Eduardo Casanova

Curta de ficção daquele que é provavelmente o mais excêntrico dos novos cineastas europeus. Esta nova obra do cineasta que virou a Berlinale do avesso no ano passado com a sua primeira longa (“Pieles”, que teve no Queer) apresenta-nos uma versão alternativa e algo escandalosa sobre o assassinato de Kennedy.

“Summer of the Electric Lion” de Diego Cespedes

Vencedor do prémio Cinefondation em Cannes, o filme apresenta-nos a um líder de um culto religioso que exerce total dominância perante os seus devotos.

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *