Subscribe Now

Trending News

29 Set 2020

David Gordon Green – realizador de The Righteous Gemstones
Entrevistas

David Gordon Green – realizador de The Righteous Gemstones 

A série criada por Danny McBride, The Righteous

Gemstones, estreia esta semana no streaming da HBO Portugal. O Cinetendinha.pt foi a Beverly Hills falar com o realizador David Gordon Green, cineasta de filmes como Halloween ou Prince Avalanche. Green dirige alguns dos episódios desta comédia sobre uma família de trapaceiros que criou um culto televangélico.

 

O que o atraiu a este projeto?

Sempre achei piada a tudo o que tenha a ver com congregações e rituais que te obriguem a sair de casa aos domingos…Honestamente, o humor sempre fez parte da minha dieta. Esta série levanta questões sobre o modelo de negócio destas igrejas televangélicas, mas nunca quisemos ridicularizar as crenças pessoais das pessoas. Quisemos é troçar com os modelos de negócio…Fascina-me como estas igrejas mudam as suas ideologias em reboque das perdas de fiéis…No meu tempo, quando ia à igreja, tinha de ser fatinho e gravata, agora é ao contrário: tudo de calções e t-shirt. Mas a cultura das igrejas televangélicas está a crescer em massa! São franchises e tudo tem uma lógica de concerto rock n’ rol…Se fizermos uma busca intensa do que se passa por dentro destas seitas ou fazemos um filme de terror ou uma comédia.

 

A sua relação profissional com o Danny McBride, protagonista e autor da série, vem de longe. Além do mais, têm uma forte relação de amizade. Não consegue ver alguma desvantagem em trabalhar com amigos?

Não, conhecemo-nos há muito e a vantagem é que a partilha dos nossos gostos é automática. A personalidade de cada um complementa-se bem. Quando trabalho com pessoas que não conheço tão bem tenho de fazer uma outra gestão. Com o Danny por perto já sei que tudo vai correr bem, não tenho de me preocupar. Como se não bastasse, acho o máximo ser fã dos meus amigos. Além do mais, quando fazes comédia, é bom que confies nas pessoas que a criaram. A comédia hoje é tão perigosa! O Danny ajuda-me sempre na gestão dos limites do humor.

 

Vamos ver um John Goodman diferente de tudo o que dele tínhamos visto…é como se a sua personagem fizesse curto-circuito com os clichés da representação do vilão.

Digamos que ele é um ator muito versátil. Quando falámos com o Governador da Carolina para tentar mais financiamento ele soube que o Goodman era o protagonista e ficou tão excitado! A verdade é que o John é capaz de tudo. Vejam o King Ralph ou o Raising Arizona! Ele é capaz de mudar sempre…Ainda no outro dia olhava para o The Big Lebowski e sentia isso mesmo….Para ele, não é nada complicado mudar de pele. Para esta série, o John foi sempre a primeira escolha. Aquele patriarca tinha de ser credível e liga muito bem com um filho maluco como o Danny McBride. Foi um prazer real trabalhar com ele.

 

E o que se pode esperar do próximo Halloween que está a fazer com o Danny?

Caos e malícia! Na verdade, estamos a fazer duas sequelas de uma só vez, Halloween Kills e Halloween Ends. Tratam-se de dois capítulos muito definidos.

 

Mas para ti há uma diferença entre estares num pleateau de cinema e num de série de televisão?

Neste caso não. Mesmo processo, mesmas pessoas. As equipas técnicas são rigorosamente as mesmas, do diretor de fotografia ao pessoal do som!! Em The Righteous Gemstones passávamos o tempo a rir à gargalhada e a desafiarmo-nos para fazer algo cinematográfico. Mas o Halloween também é mais divertido do que a maioria dos filmes de terror, enquanto que Gemstones é uma comédia televisiva mais cinematográfica do que as outras comédias de televisão.

 

Obrigado, David.

Obrigado eu! E foi tão divertido estar em Lisboa no LEFFEST há uns anos, chiça!

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *