Subscribe Now

Trending News

07 Dez 2019

Apollo 11 estreou e ninguém reparou que é um estrondo!
Newsflash

Apollo 11 estreou e ninguém reparou que é um estrondo! 

Apolo 11 estreou em poucas salas a semana passada, em sessões diárias únicas e sem qualquer tipo de campanha ou visionamento de imprensa. Foi quase em segredo e sem distribuição, apenas um acordo da Piece of Magic (empresa holandesa que tem também no catálogo filme-concerto de André Rieu e o esperado Marianne & Leonard: Words of Love, sobre um dos grandes amores da vida de Leonard Cohen ) com a exibidora City. É difícil entender porque razão alguém decidiu lançar em Portugal desta forma um objeto tão complexo e aclamado como este.

Todd Douglas Miller assina este documentário lançado nos EUA pela Universal e que poderá estar na calha para as nomeações da temporada dos prémios. Miller optou e bem por uma montagem pura de material inédito da NASA, encontrado em 2017,  capaz de nos colocar dentro de todos e quaisquer detalhes da missão que levou em 1969 o homem à lua.

Miller, por intermédio de música potente e sensorial, consegue colocar-nos em sentido com uma narrativa de “found footage” capaz de um intrigante efeito narrativo. Um efeito que é só em si mesmo uma reflexão sobre arte da imagem de arquivo enquanto espetáculo cinematográfico. As melhores notícias são que Apolo 11 só faz sentido num grande ecrã com um som potente. Nesse sentido, é um filme para se sentir e sem manhas televisivas. Além do mais, não necessita de vozes explicativas nem de entrevistas em jeito de “cabeças falantes”. Para quem viu First Man, de Damian Chazelle, é como se estivéssemos numa realidade paralela que encarna os princípios da prova da verdade.

É pena que passe ao lado, Apolo 11 se viesse de um país pequeno como a Roménia ou a Hungria era apelidado de cinema do real de vanguarda. Como vem dos EUA há sempre quem vá falar em campanha de promoção da NASA… Mas é mesmo pena não haver ainda um jornal ou televisão portuguesa a remar contra o esquecimento mediático que este documentário está a ser vetado…

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *